Skip to content

Ar

July 29, 2013

Sou o vento que sopra entre as árvores,

Sou a tua respiração em duas linhas contrárias,

Sou a luz dissipada no firmamento,

Sou as currentes da Terra nascidas, em direção ao Sol.

Em três estou dividido:

Éter, de aonde a luz nasce;

Caos, protogenoi de crude massa;

Erebos, sombras e nevoeiros da terra dos mortos.

Sou as emoções e paixões, porém a mente limpa;

Sou elemento purificador, porém nuvem tóxica;

Sou o calor do teu bafo, porém o frio do vento;

Sou portador de água, porém portador de seca;

Sou suave como brisa, porém mortal como tornado;

Sou a vida nas tuas veias, e sem mim morres.

Sou livre em teoria,

Escravizado em prática.

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: